Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2007

Revirando os esqueletos do armário! (Tema I)

"SANTO (ORIXÁ) É EVOLUÇÃO!" Existe uma polêmica resistente nos meios da psicologia e até mesmo da sociologia sobre a questão de que o somos produto ou resultado do meio em que vivemos. Muitos defendem que nossa personalidade é formatada, pelas inferências sociais e psicológicas, que sofremos durante nosso dia-a-dia, principalmente no período da infância para adolescência. Verdade, exageros ou discordâncias a parte, é fato que, em qualquer situação de nossas vidas, nos valemos de referenciais externos para formarmos nossa opinião, bem como, os nossos relacionamentos influenciam de alguma forma. Assim, como na vida em geral, assim, como nos setores e áreas de nossos interesses e convivências, tais quais, o lado profissional, o religioso, o social, o familiar e o amoroso. Como este blog é voltado para assuntos da religião e mais especificamente da Umbanda, vamos nos deter neste aspecto. Desta feita assimilamos paradigmas, assumimos posições e durante um bom tempo, ou até pela vi

Fé demais não cheira bem!

Lembro-me muito bem do filme "Leap of Faith" (1992), traduzido no Brasil como "Fé demais não cheira bem". Estrelado pelo ator Steve Martin, o roteiro tratava da vida de um pastor evangélico, que rodava o EUA com sua caravana, curando as pessoas e arrecadando muito dinheiro nas cidades em que parava. O personagem de Steve Martin era um tremendo de um picareta, que junto com um grupo de assistentes montava um circo evangélico, dotado de muitas câmeras de vídeo, microfones embutidos e fones de ouvido, que possibilitavam saber com antecedência as necessidades das pessoas, que iam assisitir ao referido show do pastor. Muita coisa era armada para maravilhar as pessoas e com isso se ganhar dinheiro. Um belo dia, no entanto, em uma pequena cidade do interior, um garoto paralítico dotado de muita fé se cura de verdade e diante deste milagre, que não estava planejado, o pastor cai na real e abandona tudo e a todos para repensar a sua vida e começar do zero novamente. Para com