Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2008

Série: Reflexões-Umbanda no Século XXI

ARTIGOS PUBLICADOS
"Os textos dessa série, assim como todos publicados no blog, representam apenas uma opinião pessoal, alicerçada na experiência e vivência na religião; nos estudos e diversas pesquisas realizadas por mim ao longo dos meus 29 anos nessa Umbanda de todos nós. Entendam como meras reflexões minhas e como tais, podem sofrer alterações, acréscimos, serem abandonadas no seu todo ou em parte e finalmente substituídas por outras a qualquer tempo. Não existe nenhuma intenção da minha parte em marcar doutrina, impor idéias,  angariar prosélitos, ou apresentar verdades inquestionáveis. Sou apenas um umbandista de fé e um livre-pensador, como todos nós devemos ser sempre". 

INTRODUÇÃO

Esclarecimentos importantes!

Todos os artigos publicados nesse blog expressam a minha opinião pessoal, salvo indicação contrária e acompanhada da respectiva referência. Poderão ser encontrados ao longo dos artigos excertos (frases ou parágrafos) e até mesmo reprodução de textos de terceiros, fruto de pesquisas na web, livros e publicações diversas. Em todos esses casos serão apresentados os fichamentos indicando a fonte autoral (no corpo do texto ou em bibliografia no final). 
Caso a fonte indique tratar-se de autoria anônima é porque a informação recolhida apontava essa situação.
Se alguém identificar um excerto, frase ou texto de sua autoria nessa situação(anônima), para retificarmos e concedermos o devido crédito, por favor entrar em contato conosco pelo link "Contato com Caio de Omulu".
Embora utilizados de forma contextual, inseridos na formação e desenvolvimento do raciocício de qualquer artigo nosso aqui postado, todos os textos, excertos, frases, parágrafos, sejam de terceiros ou anônimos, represent…

Série: Reflexões - Umbanda no Século XXI

Aproveitando o ensejo das comemorações dos 100 anos de Umbanda (1908-2008), resolvi desenvolver uma série de textos que tratarão de reflexões pessoais sobre a Umbanda, seu movimento e de temas, polêmicos ou não, que sempre se destacam nas pautas de discussão e debate umbandistas. Mais do que isso tentar visualizar os desafios que já estão postos para a Umbanda em pleno século XXI.
Acredito que a vivência religiosa, o constructo da fé, a práxis ritualística e litúrgica de qualquer religião, passe necessariamente pela racionalidade jamais se deixando render a uma estaticidade de comportamento e crença, que geralmente se cristalizam em dogmas obnubilando a reflexão e o livre pensamento. Se estamos nesse plano de existência, tendo como objetivo primordial a evolução espiritual, esse deve permear todos os segmentos de nossas vidas, sem exceção. Assim, sempre devemos trabalhar o exercício do questionamento, da dúvida, da curiosidade salutar e da busca do conhecimento e do aprendizado.
Invaria…