A Batalha pela sua Alma (Parte II)

Passado seis anos desde a minha última publicação (A Batalha pela sua Alma - Parte I), retomo a escrita de onde parei. Se prometi uma continuação devo cumprir o anunciado. 
Para ser sincero, decorrido esse grande hiato, não me lembro mais qual seria o desenvolvimento natural que tinha imaginado para essa parte II. Entretanto, não importa muito qual foi o fio da meada que ficou perdido na memória, já que, infelizmente, esse assunto continua atual sendo capaz, inclusive, por tudo que vivenciamos durante este período, de gerar não só mais uma parte com possibilidade de continuações, além de fomentar possíveis desdobramentos com artigos cujos temas possuam uma correlação atinente. Por que continuar a desenvolver a temática em questão? Porque essa batalha é real e está acontecendo todos os dias, sejamos atingidos de forma direta ou indireta por ela ou não. Intolerância, preconceito e discriminação são três palavras, conceitos, comportamentos, atitudes e posturas, que continuam presentes na ordem do dia das Religiões e Culto Afrobrasileiros. Posto isso, vamos em frente.

Os Seis Passos Pós-Conversão
Alcançado o auge na catarse do Batismo das Águas, renascido na fé em Jesus Cristo, e superado a prova final de se reencontrar com pessoas do seu passado, para pedir perdão pelos seus atos e palavras e resolver pendências com situações que o levaram ao erro (pecado), o neo-convertido tem agora que cumprir os passos que o ajudarão a manter seus status de conversão, garantindo assim, que não abandonará o caminho evangélico.

Primeiro Passo: Ler a Bíblia diariamente, a Palavra de Deus ou a Santa Palavra. 
Eis o motivo do crente andar o tempo todo com a Bíblia nas mãos. Ler deve ser uma rotina diária até se tornar um hábito natural. Decorar é obrigatório. Entender, bom aí são outros quinhentos. Bem melhor que compreenda sob a interpretação dada pelo pastor de plantão.

Segundo Passo: Cultivar uma vida de Oração e Louvor. 
Orar o tempo todo, para tudo que precisar e contra tudo que o leve a pecar, falhar no caminho ou cair em "tentações". "Glória Jesus" e "Queima Jesus" se tornam mantras. Música gospel e hinos de Louvor passam a ser a trilha vinculada a vida do novo crente. Não se escuta mais nada e preferencialmente não deixa ninguém escutar mais nada.

Terceiro Passo: Crente é amigo de Crente. 
E quanto mais se conviver com crentes melhor. Esse é o ponto em que se termina antigas amizades, afastasse de familiares e evitasse o mínimo de convívio social com não-crentes.

Quarto Passo: Tudo que levar ao pecado abandone. 
Não importa o que seja ou quem seja.

Quinto Passo: Enfrentar toda a Oposição com o poder conquistado da Nova Fé. 
Todo o crente deve assumir seu posto de soldado nas batalhas de uma guerra espiritual diária contra o inimigo de sua alma. Satanás e seu exército, suas estratégias, táticas, artimanhas, mentiras e sedução, estejam eles travestidos de seus amigos, familiares, colegas de trabalho, qualquer outra pessoa, filosofia, ciência e religião que não seja fundamentada na Bíblia e em Jesus. Este é o passo que a frase "Jesus te ama", se torna uma arma, "Deus é Fiel", uma senha de reconhecimento para os pares.

Sexto Passo: Servir e ser submisso. 
Por último e não menos importante, seguir o exemplo de Jesus e ser totalmente submisso a Sua autoridade na sua vida. Esse é o momento que o crente começa pregar a palavra e viver em prol da sua igreja. É nessa hora que "salvar" os outros passa a ser sua missão.

Esses seis pontos (pós-conversão), somados aos quatro anteriores (conversão), fecham o total, do que é chamado comumente, no meio evangélico neo-pentecostal, de 10 Passos para Salvação. Poderia ser chamado também, assim eu denomino, de a Trilha do Crente.
Como a Trilha do Crente se manifesta nesses 10 passos e descamba para o fanatismo é assunto que será abordado na "A Batalha pela sua Alma (Parte III)".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vendo Feituras de Santo!

Eparrei Minha Mãe Iansã!

Palavras Cruzadas